Assembleias Regionais de Caxias, Coelho Neto e Timon também aprovam alterações estatutárias do Sindjus-MA

10/10/2017 | 11:23


As Comarcas de Caxias, Timon e Coelho Neto, todas localizadas na Região dos Cocais, já próximas à fronteira com o Estado do Piauí, receberam Assembleias Gerais Regionais do Sindjus-MA nesta segunda-feira (9).  Servidores de mais 29 Comarcas ainda serão ouvidos até o dia 28, quando será conhecida a decisão da categoria sobre a reforma estatutária sugerida pela direção do Sindicato. Com mais de 60% do caminho percorrido, a maioria dos pontos apresentados vem recebendo ampla aprovação dos servidores, inclusive, o formato de consulta à categoria com os diretores do Sindjus-MA visitando as Comarcas em Assembleias Regionais.

Servidores da Comarca de Coelho Neto aprovaram alterações estatutárias por unanimidade

“Foi um ideia importante para um novo momento de descentralizar o Sindicato. Quem participou, ficou satisfeito em receber os diretores pessoalmente na Comarca. A gente fica sabendo o que está acontecendo e tem a oportunidade de votar. Foi muito positivo”, afirmou o técnico judiciário João Paulo Gomes Diolindo. Conforme o servidor, em Coelho Neto, a Comarca onde atua, todos os itens da reforma estatutária foram aprovados por unanimidade. “Achei muito interessante a criação da Ouvidoria e do Conselho de Ética”, opinou.

Mais de 20 servidores participaram da Assembleia Regional do Sindjus-MA na Comarca de Timon

Em Timon, apenas a alteração do artigo 48 do Estatuto Social do Sindjus-MA para instituir o custeio de campanha das chapas concorrentes nas eleições do Sindicato foi rejeitada, conforme contou o auxiliar judiciário Saulo André Barbosa Izidório. Os servidores de Timon também aprovaram a Assembleia Regional. “Certamente o servidor está vendo com bons olhos a proximidade do Sindjus-MA com a realização dessas Assembleias nas Comarcas. A gente se sente mais cuidado pelo Sindicato”, afirmou.

Assembleia Geral Regional na Comarca de Timon

Em Caxias, os servidores rejeitaram a alteração no artigo 38 do Estatuto Social do Sindjus-MA. A mudança iria incluir prazo de 30 dias para que, em caso de falecimento de filiado do Sindjus-MA, seus dependentes pensionistas manifestem interesse em continuar usufruindo dos benefícios do Sindicato. O prazo começaria a contar logo após o óbito. “Foi o único ponto rejeitado”, afirmou o auxiliar judiciário Nivaldo Anderson dos Santos Ramos.

Servidores da Comarca de Caxias durante Assembleia Regional do Sindjus-MA
“Tudo tem sido debatido exaustivamente pelos servidores. A aprovação da maioria dos pontos até aqui indicam que a realização das Assembleias Regionais e a assertividade da reforma estatutária estão unindo ainda mais a categoria”, afirmou o presidente do Sindjus-MA, Aníbal Lins.

Nesta terça (10), as Comarcas de Codó, Coroatá e Chapadinha têm sua vez de receber as Assembleias Gerais Regionais do Sindjus-MA. Na quarta, encerrando a semana mais cedo por conta do feriado, servidores serão consultados em Vargem Grande e Itapecuru-Mirim.
Versão para Impressão