Desembargador Jorge Rachid afirma que novo PCCV é importante para servidores e para o TJMA

15/05/2018 | 16:01 - matéria visualizada 741 vezes
Diretoria do Sindjus-MA em audiência com o desembargador Jorge Rachid, mais ao fundo

“Eu vejo com muita preocupação, mas com muita vontade de resolver, essa questão do plano de cargos e salários. É fundamental. É a lei. É o que o servidor mais precisa, a própria Instituição precisa disso”, afirmou o desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), Jorge Rachid Mubárack Maluf, durante audiência com diretores do Sindjus-MA, realizada nesta terça-feira (15), em seu próprio gabinete, no Palácio Clóvis Bevilácqua. Jorge Rachid foi o 16º desembargador visitado pela Diretoria do Sindicato desde o dia 20 de abril passado, quando o Sindjus-MA iniciou uma série de audiências com os membros da Corte Estadual para defender pleitos dos servidores que em breve serão apreciados no Plenário do Tribunal.

Veja:



Para o secretário-geral Márcio Luís Andrade Souza, que participou da audiência, o diálogo foi positivo. “Todas as propostas que estamos apresentando impactam na gestão do Tribunal, mas procuramos aquilo que é melhor para o Tribunal, melhor para o servidor e melhor para sociedade. Então nós pedimos que o desembargador Jorge Rachid vote favoravelmente aos servidores, porque, com certeza, ele estará votando a favor do Tribunal de Justiça e da Sociedade maranhense”, afirmou.

O desembargador apontou o Sindicato como o melhor canal para mediar os interesses dos servidores com a Administração do TJMA. “O Sindicato representa realmente aquela vontade do servidor de fazer valer os seus direitos e suas pretensões. Então eu acho que é o canal mais democrático, mais correto e o mais viável”, afirmou.

PCCV

Assim como tem ocorrido em todas as audiências, os diretores do Sindjus-MA pediram apoio do desembargador Jorge Rachid para a aprovação do projeto do novo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimento (Processo Administrativo Nº 18.775/2015). “O debate junto à Corte, eu tenho certeza, será produtivo e a favor dos servidores”, disse o desembargador Jorge Rachid.

Desembargador do TJMA, Jorge Rachid Mubárack Maluf

Seis propostas contidas no projeto são apontadas pelo Sindicato como consensuais e prioritárias: a implementação da data base da categoria; a extinção do cargo de auxiliar judiciário e o enquadramento desses servidores na tabela salarial dos técnicos judiciários – para a solução definitiva do desvio de função e unificação das carreiras de apoio administrativo; a valorização dos adicionais de qualificação (treinamento, estudos especializados, graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado); a valorização das progressões funcionais e adicional de insalubridade; a criação do auxílio creche e a criação da Comissão de Desenvolvimento das Carreiras.

Além do secretário-geral do Sindjus-MA, Márcio Luís Andrade, também participaram da audiência com o desembargador Jorge Rachid, o presidente do Sindjus-MA, Aníbal Lins, o vice-presidente, George Ferreira, e o tesoureiro do Sindicato, Fagner Damasceno.
Versão para Impressão