Aristeu deixa o Master Chef entre os 11 melhores cozinheiros amadores do Brasil

16/05/2018 | 14:56 - matéria visualizada 414 vezes
Aristeu Guimarães cumprimentando o chef Erick Jacquin após anúncio da eliminação. Foto: Reprodução/Carlos Reinis/Band

"A minha estratégia era pegar um peixe no leilão que eu soubesse cozinhar. Quando eu escutei 'tambaqui', eu sabia que era esse. É um peixe que eu já conhecia, que eu já fiz várias vezes", disse o técnico judiciário de Imperatriz, Aristeu Guimarães, ao Portal da Band, durante o episódio desta terça-feira (15) do MasterChef Brasil 2018. Infelizmente, a pressão da competição levou o maranhense a errar o ponto do tambaqui e à sua eliminação no talent show exibido pela TV Band.

Aristeu foi o 11º eliminado entre 21 cozinheiros amadores que iniciaram a quinta temporada do MasterChef Brasil. A eliminação ocorreu após dez semanas de muito trabalho e aprendizado para o maranhense na cozinha mais famosa do país.

Os jurados do MasterChef fizeram uma despedida carinhosa para o técnico judiciário. “Eu sei que a pressão foi difícil para você. De coração eu desejo sorte para ti no futuro. Volte para a sua terra maravilhosa!”, disse o chef francês Erick Jacquin. “Ele sabe fazer tambaqui! Foi o MasterChef que pegou ele”, brincou a chef argentina Paola Carosella. “Aristeu, boa sorte na sua caminhada! Mas você sabe que valeu a pena o tempo que você passou aqui conosco”, ressaltou, por sua vez, o chef brasileiro Henrique Fogaça.

“O maranhense ficou entre os 11 melhores cozinheiros amadores do Brasil! Como pessoa eu saio daqui muito maior do que quando eu entrei”, disse Aristeu em entrevista ao Portal Band após a eliminação.

A Diretoria do Sindjus-MA acompanhou de perto todo a trajetória de Aristeu Guimarães no Master Chef Brasil 2018. Técnico do Poder Judiciário maranhense e filiado ao Sindicato, Aristeu contou com o apoio do Sindjus-MA para participar do programa. “Para nós do Sindjus-MA é uma honra ter colaborado com o colega e companheiro de lutas. Parabéns Aristeu! Seja bem-vindo de volta!”, disse o presidente do Sindjus-MA, Aníbal Lins.

Com informações do Portal Band
Versão para Impressão