Diretoria do Sindjus-MA reúne-se com desembargadora Anildes Cruz para defender projeto do novo PCCV

8/06/2018 | 14:35 - matéria visualizada 509 vezes
Presidente em exercício do Sindjus-MA, George de Jesus dos Santos Ferreira e diretor de Mobilização do Sindicato, Pedro Davi Araújo acompanhados da desembargadora Anildes de Jesus Bernardes Chaves Cruz
A desembargadora Anildes de Jesus Bernardes Chaves Cruz concedeu audiência à Diretoria do Sindjus-MA no final da manhã desta sexta-feira (8). Foi a 19ª audiência concedida por membros do Pleno do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) para que os representantes dos servidores do Poder Judiciário façam a defesa de demandas importantes para a categoria. A reunião ocorreu no próprio gabinete da desembargadora, no Palácio Clóvis Bevilácqua. O assunto principal foi o projeto do novo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV – Processo Administrativo 18775/2015).
 
A desembargadora Anildes Cruz ouviu atentamente as propostas e ressaltou que o diálogo é o melhor caminho para o Poder Judiciário avançar, tanto na valorização de seus servidores, como, consequentemente, na qualidade da prestação jurisdicional. A magistrada considerou que as demandas são legítimas, mas destacou que todas devem ser estudadas com cuidado. “As reivindicações, acredito que são justas, agora o Tribunal terá que fazer o estudos necessários e dar uma satisfação, dar uma resposta: nós temo condições ou não temos condições... Não ficar um Tribunal omisso. Todos fazem parte do Poder Judiciário”, afirmou.
 
Desembargadora Anildes de Jesus Bernardes Chaves Cruz
PCCV
 
Na última quinta-feira, a Diretoria do Sindjus-MA esteve em reunião com o diretor financeiro do TJMA, Amudsen Bonifácio, quando ficou definido que o processo do PCCV será encaminhado da Divisão de Planejamento Estratégico para a Diretoria Financeira a fim de que esta faça a atualização do impacto da proposta sobre o orçamento do Poder Judiciário. Informação que foi repassada à desembargadora Anildes Cruz pelo presidente em exercício do Sindjus-MA, George de Jesus dos Santos Ferreira; e pelo diretor de Mobilização do Sindicato, Pedro Davi Araújo, durante a audiência desta sexta.
 
A expectativa dos diretores do Sindicato é que, de posse do impacto orçamentário atualizado, as negociações com a Administração do TJMA avancem mais rapidamente e processo do PCCV siga para apreciação dos desembargadores. “É a partir do cálculo do impacto orçamentário que teremos condições de negociar com Tribunal sobre quais demandas dos servidores devem ser priorizadas. O que estamos pedindo à Administração do Tribunal é que não decida sem consultar a categoria”, afirmou Ferreira.
 
Durante a apresentação da proposta do PCCV para a desembargadora, George Ferreira chamou atenção para duas características da proposta: de valorizar o servidor para que este não abandone a carreira no Judiciário, citando como exemplo o enquadramento dos auxiliares judiciários em uma tabela salarial a dos técnicos judiciários e, de estimular a qualificação e ações de treinamento desse mesmo servidor com a fixação de percentuais maiores para o adicional de qualificação.
 
“A visita foi muito boa. A desembargadora frisou a importância do diálogo, falou da necessidade de valorização dos servidores e nos deixou bastante otimistas com a decisão dela sobre os pleitos que apresentamos”, concluiu Pedro Davi Araújo.


Presidente em exercício do Sindjus-MA, George de Jesus dos Santos Ferreira e diretor de Mobilização do Sindicato, Pedro Davi Araújo acompanhados da desembargadora Anildes de Jesus Bernardes Chaves Cruz
Versão para Impressão