Sindjus-MA acompanha início do Curso de Defesa Pessoal oferecido pela Esmam para oficiais e comissários de justiça

11/06/2018 | 14:07 - matéria visualizada 360 vezes
O secretário-geral do Sindjus-MA, Márcio Luís Andrade, em conversa com os oficiais de justiça pouco antes do início do curso

O secretário-geral do Sindjus-MA, Márcio Luís Andrade, acompanhou, na manhã desta segunda-feira (11), o início do curso de Defesa Pessoal no Cumprimento de Mandados, formação voltada para oficiais de justiça e comissários da Infância e Juventude que atuam em campo na execução de ordens judiciais. O curso ocorre na sede da Escola Superior de Magistratura do Estado do Maranhão (Esmam), localizada na Rua Búzios, Bairro Calhau, em São Luís, e foi incluído no calendário da Esmam a pedido da Diretoria do Sindicato.

O diretor da Esmam, desembargador Paulo Sérgio Velten Pereira, fez a abertura do Curso de Defesa Pessoal e destacou a iniciativa do Sindjus-MA em apresentar as necessidades dos servidores para a Escola de Magistratura. “O diálogo entre o Sindicato e a Esmam é fundamental, até por que o Sindjus-MA está convivendo no dia a dia com os servidores e tem condições de captar as demandas específicas da categoria”, comentou o desembargador.

De pé à esquerda, o diretor da Esmam, desembargador Paulo Velten; à direita, o instrutor do curso Hipólito Cardozo

O Curso de Defesa Pessoal foi ofertado anteriormente pela Esmam, em 2016 e 2017, para oficiais de justiça das Comarcas da Região Metropolitana de São Luís e também de Caxias e Imperatriz. A iniciativa foi bem avaliada pelos servidores que informaram ao Sindjus-MA a necessidades de que o curso fosse ofertado novamente. O Sindicato então solicitou que a formação voltasse à grade da Esmam e foi atendido.

O secretário-geral do Sindjus-MA, Márcio Luís Andrade, pondera que oficiais e comissários de justiça enfrentam diversas dificuldades no cumprimento das determinações judiciais. Eles precisam intimar pessoas em áreas de risco, como em locais de tráfico de drogas, penitenciárias; ou mesmo realizar conduções coercitivas sem apoio policial. “Isso é o que torna esta formação tão importante para estes servidores. A parceria com a Esmam demonstra que, quanto mais integrados estiverem o Sindicato e os órgãos do Poder Judiciário, melhor será para servidor”, afirmou.

No curso, que terá duração de dois dias (um dia para oficiais de justiça e outro para comissários), serão ensinadas técnicas de defesa pessoal, de segurança no cumprimento de mandados, noções de inteligência no planejamento de mandados de alto risco, além da análise da incidência criminal em bairros mais hostis.

Professor de Defesa Pessoal, Hipólito Cardozo

O ministrante do curso é o professor Hipólito Cardozo, que foi coordenador de Inteligência da Justiça Federal da 1ª Região e é agente de segurança, membro do Grupo Especial de Segurança da Justiça Federal no Distrito Federal. “Este projeto foi desenvolvido para minimizar os riscos que envolvem a profissão e atuação dos oficiais de justiça e comissários da Infância e Juventude. O objetivo é cuidar da integridade física destes profissionais”, destacou ele.

Oficial de justiça Antonio do Nascimento Pereira

Para o oficial de justiça, Antonio do Nascimento Pereira, que veio da comarca de Timon, a mais de 400 quilômetros de São Luís, ressalta que o novo aprendizado vai proporcionar maior facilidade para agir em determinadas situações. Pereira reconhece o apoio do Sindjus-MA na concretização da formação. “O Sindicato é o que está mais próximo da gente, as nossas reclamações a gente leva para o Sindicato. Então, é ele quem faz essa função de correr atrás das nossas necessidades. É um apoio muito importante!”, disse.
Versão para Impressão