Sindjus-MA intensifica mobilização pelo pagamento dos 16,7% das perdas inflacionárias na Comarca de São Luís

18/09/2018 | 14:45 - matéria visualizada 536 vezes
Diretoria do Sindjus-MA em visita ao 2º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (UEMA) para mobilização da campanhaO Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (Sindjus-MA) intensificou, na manhã desta terça-feira (18), a mobilização da campanha pelo pagamento dos 16,7% das perdas inflacionárias sobre os vencimentos dos servidores do Poder Judiciário na Comarca da Ilha de São Luís.

Adesivação em carro de servidor do 2º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (UEMA) para divulgação da campanhaO trabalho de conscientização que começou pelo interior do Estado no fim de semana, continuou esta manhã na capital do Estado, onde a Diretoria do Sindjus-MA percorreu as unidades do 10º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (Turu), 11º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (Anil), Juizado Especial de Trânsito (Vila Palmeira), 2º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (UEMA), 9°. Juizado Especial Civil (Cohama), 14º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (Olho d'Água), 12° Juizado Especial Cível (João de Deus) e 4º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (Cohatrac).

Presidente em exercício do Sindjus-MA, George Ferreira, adesivando carro de servidor do 2º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (UEMA) para divulgação da campanhaO Sindicato iniciou a mobilização nos juizados em prol do reajuste de 16,7% que corresponde as perdas inflacionárias, acumuladas no período de 2015 a 2017, não registradas pelo Tribunal de Justiça do Maranhão aos vencimentos dos servidores.

Diretoria do Sindjus-MA adesivando carro de servidores do 11º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (Anil)
Nos locais visitados, os diretores do Sindjus-MA convidaram os servidores a intensificar a campanha, adesivando seus veículos e colocando o cartaz no Fórum. Além de percorrer os juizados fazendo um trabalho de conscientização e adesão com os servidores, o Sindicato também quer estender essa conscientização à sociedade.

Servidores do 14º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (Olho d'Água) também aderiram à campanha“Buscamos o entendimento de todos para essa causa, estamos mostrando que não se trata de um aumento salarial por si só, nesse período de crise. Trata-se, sobretudo, de um direito que a Constituição nos garante, e que foi corroído pela inflação diminuindo o poder de compra dos trabalhadores do Judiciário”, argumentou o presidente em exercício do Sindjus-MA, George Ferreira.
Servidora do Juizado Especial de Trânsito (Vila Palmeira) também aderiu à campanha pela reposição das perdas inflacionárias
A Diretoria do Sindjus-MA pretende estender as ações às demais unidades judiciais e anuncia que na próxima segunda-feira (24), às 7h, estará na entrada do estacionamento do Fórum de São Luís promovendo um adesivaço, distribuindo cartazes e panfletos para conscientizar os servidores e a população.

Diretoria do Sindjus-MA esteve no 10º Juizado Especial Cível e das Relações de Consumo (Turu) para divulgação da campanha
“Convocamos todos os servidores a adesivarem seus carros, a participarem da campanha, a literalmente vestir a camisa para lutarmos por um direito que é nosso. Paralelo a isso, estamos acompanhando as movimentações do Processo Administrativo onde cobramos a reposição das perdas inflacionárias junto a Administração do TJMA”, disse George Ferreira.

Campanha pela reposição das perdas inflacionárias

O objetivo da campanha pela reposição das perdas inflacionárias é ampliar a articulação pela aprovação do índice de 16,7% de perdas inflacionárias aos vencimentos dos servidores do Poder Judiciário. Em julho, a Diretoria do Sindjus-MA protocolou requerimento ao presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, cobrando reposição de perdas inflacionárias que, acumuladas desde 2015, já somam o percentual de 16,7%. O documento solicita o pagamento integral do percentual, que corresponde à acumulação de valores atrasados de 2015 e mais as perdas integrais de 2016 e 2017.

O Processo Administrativo 34.447/2018 que cobra a reposição de perdas inflacionárias sobre os vencimentos dos servidores do Poder Judiciário originou os cálculos para a projeção da despesa que ainda está em andamento na Coordenadoria de Orçamento e Coordenadoria de Pagamento no Tribunal de Justiça do Maranhão.

O Sindjus-MA mantêm aberto ao diálogo com a Administração do TJMA para discutir a pauta da reposição das perdas inflacionárias, mas por causa do prejuízo que os servidores vêm enfrentando com o acúmulo sucessivo de perdas em seus vencimentos, a Diretoria da entidade decidiu convocar todos os servidores para mobilização pelo pagamento do índice de 16,7%, visando intensificar a luta pela garantia desse direito constitucional. 
 
Versão para Impressão