​Servidores de Pedreiras discutem assédio moral e demandas salariais no I Seminário dos Núcleos das Carreiras

11/10/2018 | 17:46 - matéria visualizada 258 vezes
Servidores da Comarca de Pedreiras e região participaram do I Seminário das Carreiras e acompanharam a palestra sobre os aspectos do assédio moralA Comarca de Pedreiras recebeu na noite desta quarta-feira (10) o I Seminário dos Núcleos das Carreiras do Sindjus-MA. O encontro aconteceu no Mini Auditório do hotel San Pedro, em Pedreiras, e foi marcado pela palestra de um servidor da comarca, o auxiliar judiciário, Ítalo Adriel, que fez uma oportuna abordagem sobre assédio moral.
 
Além de oportunizar a cada núcleo a discussão de questões específicas de cada carreira, o Seminário das Carreiras também possibilitou o acompanhamento das demandas que tratam da composição dos vencimentos dos servidores, entre elas a reposição de 16,7% de perdas inflacionárias acumuladas desde 2015 e a implantação do novo Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos.
 
“O Seminário discute as pautas importantes para a categoria, e por isso é tão importante que o servidor se faça presente e argumente, cobre e contribua. O Sindicato existe para atuar em favor do servidor e o encontro traz exatamente essa troca e aproximação que levam a esse objetivo. No evento, abordamos as pautas e também informamos sobre as negociações e encaminhamentos com a Administração do Tribunal de Justiça do Maranhão. Estamos em contínua atividade em favor da categoria”, disse o presidente em exercício do Sindjus-MA, George Ferreira.

 
Clailson de Carvalho, secretário de Cultura do Sindjus-MADurante o encontro, os servidores presentes puderam constatar aspectos peculiares da luta sindical para o reconhecimento e conquista de direitos da categoria. “A importância da formação sindical é muito relevante para aproximação e simpatia do servidor com o Sindicato. O Seminário cumpre seus objetivos e as palestras são muito informativas e contribuem para as nossas conquistas” destacou Clailson de Carvalho, técnico judiciário lotado na 3ª Vara da Comarca de Pedreiras e secretário de Cultura do Sindjus-MA.
 
Para o palestrante do evento, o encontro foi uma oportunidade de estreitar a relação entre a entidade e seus filiados. “O Seminário é de importância impar e singular. Esse encontro como maior benefício, aproxima o servidor sindicalizado do próprio núcleo do Sindicato para que possam ser discutidos os interesses da classe e como resposta imediata tem-se a entidade presente atuando em prol dos sindicalizados. Nós só temos a ganhar com essa aproximação” ressaltou o auxiliar judiciário Ítalo Adriel.
 
Pedreiras é a nona Comarca a receber o evento. A Diretoria do Sindjus-MA já esteve nas Comarcas de Imperatriz, Balsas, Pinheiro, Timon, Chapadinha, Barra do Corda, Santa Inês e Bacabal.
 
Palestra sobre Assédio Moral
 
Ítalo Adriel destacou na palestra “Assédio moral e sua incidência no ambiente de trabalho” pontos importantes para identificação e intervenção do problema O I Seminário dos Núcleos das Carreiras em Pedreiras foi aberto com a palestra “Assédio moral e sua incidência no ambiente de trabalho” ministrada pelo auxiliar judiciário, Ítalo Adriel.
 
O servidor é graduando em Direito pela Faculdade do Vale do Itapecuru e reúne experiências como autor de artigos publicados no site JusBrasil e palestrante da III Semana Estadual de Valorização da Mulher do Judiciário Maranhense.
 
Em sua apresentação, Adriel destacou a problemática do assédio moral que envolve condutas abusivas e afetam a integridade psíquica e física dos servidores. Ele enfatizou que em alguns casos existe a dificuldade de percepção por parte de quem sofre o assédio. “Tratamos de um tema bastante comum nos dias atuais, e que mesmo estando em foco ele tem pouca importância para aqueles que podem tomar as providências cabíveis. Infelizmente o funcionário que sofre assédio moral no ambiente de trabalho, muitas vezes deixa passar ou muitas vezes ele não nota que está sendo assediado. Só passa a ver a gravidade da situação quando ele sente e sofre as consequências fisicamente ou psicologicamente. Ou seja, quando ele desenvolve uma depressão, quando o ambiente de trabalho passa a ser um fardo. É a situação de acordar e ter que ir para aquele local todos os dias, sendo que passamos mais tempo no ambiente de trabalho que com a própria família. Então é importante reconhecer e lidar com os sinais”, explanou.
 
O palestrante mostrou quais os procedimentos a serem executados pelos servidores do Poder Judiciário em caso de excessos no ambiente de trabalho e apontou a existência de projetos de lei que visam a criminalização dessa conduta. “Existem projetos para inserir no próprio Código Penal uma citação legal para o crime de assédio moral, que até hoje estão em fase de tramitação e como são projetos antigos, acredito que o legislador não tenha tanto interesse de transformar essa conduta em crime”, avaliou.
 
Visita às comarcas
 
Diretoria do Sindjus-MA reuniu-se com servidores da Comarca de Igarapé Grande, que foi uma das unidades visitadas antes da realização do Seminário das CarreirasAntes da realização do I Seminário dos Núcleos das Carreiras em Pedreiras, a Diretoria do Sindjus-MA passou pelas unidades judiciais de Pedreiras, Poção de Pedras, Esperantinópolis e Igarapé Grande para conversar com os servidores e para informar e ampliar a mobilização da campanha pelo pagamento dos 16,7% das perdas inflacionárias - acumuladas de 2015 a 2017 - sobre os vencimentos dos servidores do Poder Judiciário.
 
Na Comarca de Poção de Pedras, no entanto, não foi possível reunião com servidores em razão do falecimento do senhor João Rodrigues Silva, pai do auxiliar judiciário João Rodrigues Silva Filho, lotado naquela comarca, e representante regional dos Núcleos das Carreiras do Sindjus-MA. Os diretores lamentaram profundamente a perda que atingiu à família e também se solidarizaram com os colegas do servidor.
 
Já na Comarca de Esperantinópolis a reunião com servidores não foi possível devido à reforma que está sendo realizada na unidade e os funcionários públicos estão trabalhando em plantão judiciário e rodízio.
Versão para Impressão