​CSB sobre defende valorização do servidor em Mesa de Negociação com o Governo do Maranhão

6/09/2019 | 15:57 - matéria visualizada 238 vezes
Wennder Rocha, presidente da CSB-MAO Sindjus-MA encerra nesta sexta-feira (06) a série de vídeos mostrando o posicionamento de cada uma das centrais sindicais que constituem a Mesa de Negociação com o Governo do Estado. 

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), por meio de seu presidente, no Maranhão, Wennder Rocha, dá sua contribuição sobre esse importante canal de diálogo que tem o objetivo de tratar das pautas de interesse dos trabalhadores com o executivo estadual.

Já participaram da série de vídeos, nas últimas sextas-feiras, a CSP CONLUTAS, CTB, UGT, NCST, Força Sindical e CUT (Confira as entrevistas clicando nos nomes das centrais)

Sobre a CSB

A CSB foi fundada em 8 de fevereiro de 2008 por um grupo de sindicatos nacionalistas e por profissionais, em sua grande maioria, liberais. Seu primeiro presidente foi Luiz Sérgio da Rosa Lopes, presidente da Federação dos Contabilistas dos Estados do RJ, ES e BA. Após forte crescimento, a direção da CSB iniciou um processo de fusão com outra central sindical, mas o movimento foi interrompido devido à resistência de um grupo de militantes partidários que tinham o controle central das estruturas da entidade. 

Em novembro de 2011, aproximadamente 300 sindicatos e 15 federações, das mais diversas categorias econômicas, decidiram reorganizar a CSB, devido à necessidade de construir uma nova alternativa de organização dos trabalhadores brasileiros. Esta deveria atender aos princípios da unicidade sindical, do nacionalismo, ser contra a partidarização do movimento sindical e pelo fortalecimento dos sindicatos. A Central já agrega 800 sindicatos, 31 federações e 1 confederação.

Confira o vídeo com o presidente da CSB-MA, Wennder Rocha:

Versão para Impressão