Pesquisadores fazem projeção de lockdown em São Luís com duração superior a um mês

13/05/2020 | 12:13 - matéria visualizada 153 vezes
Um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais, mostra que a falta de leitos de UTI para São Luís pode ser superior a um mês, o que leva a crer que governo, Prefeitura e Justiça decidam por mais de um mês de lockdown na Ilha, além do dia 15 de maio.

O levantamento mostra que na rede pública e privada de São Luís, os hospitais podem ficar entre 21 e 35 dias sem a disponibilidade de leitos de UTI.

De acordo com a projeção, o Maranhão atingirá mais de 700 casos diagnosticados por dia a partir de 5 de maio e poderá chegar no dia 5 de junho ao pico de mais de 1500 casos por dia.

Diante dessa projeção, a saturação de leitos na rede pública e privada seria a partir de 8 de maio, passando a ficar sem disponibilidade de UTI’s entre 9 de maio e 1 de julho.

O levantamento ainda leva em conta que 1% da população tenha o sintomas mais graves. Destes, 14% vão precisar de internação hospitalar dos quais 25% vão necessitar de UTI e outros 75% de leitos clínicos.

Fonte: diegoemir.com
Versão para Impressão