Oficiala de justiça angaria recursos para colocar janelas em casa de idoso vítima de agressões

28/07/2020 | 15:58 - matéria visualizada 599 vezes
oficiala Sara Monteiro ladeada pelos policiais que a acompanharam para o cumprimento da decisão judicialO dia a dia dos oficiais de justiça é cheio de surpresas! Na última sexta-feira, dia 24 de julho, a oficiala de justiça Sara Monteiro, da Comarca de Tutóia, deparou-se com uma situação que a deixou comovida.

Acompanhada de policiais militares, ela foi à casa de um senhor idoso que sofria maus tratos e agressões do próprio filho, alcoólatra. Conforme a decisão judicial, esse filho deveria deixar a casa do pai e se manter afastado dele a uma distância mínima de 200 metros.

Já na residência do senhor, a oficiala de justiça e os policiais militares ficaram surpresos com as condições da habitação, que sequer tinha janelas (foto) e não oferecia a mínima segurança para o morador. O senhor explicou que gasta muito com medicamentos, por isso não teve condições de colocar janelas na casa.

“Fiquei comovida com a vulnerabilidade em que ele se encontra. Apesar da decisão, ele corre risco em ficar naquela casa insegura. No trabalho externo verificarmos muito mais do que aquilo que está nos autos”, comentou Sara Monteiro.

Essa comoção motivou Sara Monteiro a angariar, juntamente com os policiais militares, doações para a colocação de janelas na casa do senhor e para a compra de cestas básicas. “Eu só solicitei ajuda dos colegas servidores e do capitão da PM”, disse, modestamente, a oficiala de justiça.

Mas a resposta foi imediata e a iniciativa já conseguiu recursos suficientes para colocar janelas na casa do senhor que sofria agressões do filho. “Já temos o dinheiro da obra e o material. A Polícia Militar também está apoiando. A reforma deve se dar esta semana”, comemora.

O filho agressor foi retirado de casa.

“Esse é uma entre tantas histórias por traz de cada decisão judicial e do cotidiano dos oficiais de justiça. Parabéns a Sara Monteiro, aos policiais e aos servidores de Tutóia que contribuíram com doações. Belo exemplo!”, comentou o presidente do Sindjus-MA, George Ferreira.
Versão para Impressão